Tuesday, September 11, 2007

José Albano Cid de Ferreira Tavares

A foto do protesto dirigido às Rádios Nacionais

Sempre nutri uma simpatia imensa pelo José Cid, ou como a BG lhe chamou “o Elton John português". Para tal bastaria o facto de ele ser monárquico e anarquista em simultâneo.
No dia em que alguém fizer as contas e descobrir a profundidade do seu contributo para a música popular portuguesa contemporânea vai haver uma grande surpresa. Até esse dia fiquem com estas deliciosas citações:

"Uma vez perguntaram-me se eu era um cantor romântico... eu raramente sou um cantor romântico, os cantores românticos tem mau hálito e pila pequena."

"O Rui Veloso que me desculpe mas se ele é o pai do rock português, eu sou a mãe."

Quando questionado numa entrevista se era homossexual, JC responde:
“Eu gosto é de me vir. Não me interessa onde” (Ed: Touché!)

8 comments:

Constança said...

A foto já conhecia, o resto não. O homem é doido. x)

Anonymous said...

Doido, doido, não parece.

Mais loico do que doido.

Maloico...

Estarei doido... só um poico!

Obrigado, fã ervilha. Vou-te mandar por mail a foto sem o disco de ouro.. só a moldura ;-)

JC

Ervilha Escriba said...

"Eu gosto é de molduras. Não me interessa onde"

Ervi Cid

Anonymous said...

...para além do mais é um tipo com uma distribuição de pilosidade..interessante.
:P

ainda mhmalhoa

Anonymous said...

Não é pilosidade, é vilosidade

Cat said...

Esta fotografia deixa-me sem palavras...

Ervilha Escriba said...

Cat,

Era essa a intenção. Infelizmente para o JC, presumo que não trabalhavas em nenhuma rádio na altura...

Ervi

Catarina Morgado said...

"E às cinco e meia em ponto
telefonas-me a dizer:
não sei viver sem ti, amor,
não sei o que fazer!?
Faz-me favas com choriço
o meu prato favorito
E quando chega a casa
quase nem acredito.."

José Cid, respect for the man

Ass: fã número 5.652.349