Thursday, October 25, 2007

Londonium (Parte IV) – The Dancefloor

Day 2 (Part III)

Contam-se as cabeças dos resistentes e uma decisão é tomada por unanimidade: ir beber, ainda mais, para outro sítio. Soho é o destino óbvio, tem muita escolha e está apenas a 20 minutos de distância a pé.

Ervi vai mais atrás com Mark, a discutir gravações originais do Buddy Holly em mono e o resto do grupo faz a guarda de honra às senhoras. Vão todos na galhofa e a ziguezaguear pelas ruas londrinas. O ar fresco na cara sabe bem e ajuda a minorar os efeitos da cerveja em excesso.

Chegados ao destino, são assediados por angariadores de clientes para os clubes nocturnos. Ervi fica em dúvida se não são os mesmos senhores que costumavam trabalhar nos restaurantes da Feira Popular em Lisboa. Ninguém está com muita vontade de tomar decisões e Ervi ao sentir os níveis de sangue no álcool a subir perigosamente, anuncia que é já ali.

O bar no andar térreo é aceitável, bom para dois dedos de conversa, meio engate e uns beijinhos, mas a pista de dança na cave nem por isso. Pequena, quente, suada, com música techno a furar os tímpanos e luzes brancas potentes a cegar os foliões. Como estamos todos mais para lá do que para cá, adoramos, vamos buscar mais bebidas e toca de dar o corpo ao manifesto.

Vindo do nada materializa-se o Reggae, um penetra português com sotaque nortenho, cuja vocação é compôr música no telemóvel (sic), mas que, no entretanto, vai ganhando a vida na indústria hoteleira. Reggae é simpático em demasia e está numa euforia maníaca. Explica que acabou de fazer uma linha de cocaína. A sua orientação sexual é um mistério, mas Ervi suspeita que anything goes. Quando descobrem que Reggae tem produto do que faz rir, Ervi et al decidem mantê-lo por perto até conseguirem fumar-lhe todo o stock.

Entretanto BA com as FMB e MBA dançam à volta de Mark que faz os possíveis e os impossíveis por se manter cool, mesmo quando estas últimas, na brincadeira, lhe começam a desapertar os botões da camisa. Pedrito de Portugal, que é Inglês, junta-se ao grupo e começa logo a pagar shots a torto e a direito. Pedrito tem coração de paparazzi e vai disparando a sua pequena câmara digital em todas as direcções, o que resultará, posteriormente, em fotografias deveras comprometedoras.

O tabaco acaba, como sempre acontece nestas ocasiões e Ervi assegura aos restantes que está em perfeitas condições para sair do clube, encontrar um sítio onde vendam cigarros aquela hora, comprá-los e voltar sem se perder. Ervi é muito convincente. Depois de uma pequena aventura que inclui ir pedir direcções a um clube de striptease, lá acaba por dar com uma loja de conveniência. Quando se prepara para pagar, espalha uma mão cheia de moedas pelo chão. Ri-se muito enquanto anda de gatas a apanhar o dinheiro, mas é ignorado pelos proprietários Paquistaneses que já viram de tudo.

Ninguém desiste, tudo dança, tudo bebe, tudo vai à casa de banho quase tantas vezes como à porta do clube para fumar. Depois de dois shots de vodka, dois gins tónicos e duas cubas libres, Ervi deixa de contar (ou então não se lembra). Por fim, também são expulsos do clube. Não restam quaisquer dúvidas: Londres não tem pedalada para a nossa gente!

(continua)

5 comments:

alguém+ neste mar de gente said...

lol estou a AMAR esta noite... o que aqui não vai. já fartei de me rir! estou mesmo a imaginar o cenário...o pessoal todo sóbrio e vocês todos podres!

MBA said...

nao foste nada tu q decidiste ir aquele club... foi a BA com FMB q disse q tinha mm mm de fazer chichi imediatamente, e entao eu disse, ficamos ja aqui
MBA

Ervilha Escriba said...

Fui sim. Estava tudo em dúvida porque era preciso pagar para entrar, remember?

E aqui o Ervi foi macho, sacou das belas notas de libra e disse "vamos embora, it's on me!"

E além do mais quem conta um conto acrescenta um ponto, não é verdade?

beijos,

P.

Anonymous said...

Sim, sim, a MBA tem razao, foi tudo por causa do meu xixi! Mas estiveste muito bem quando sacaste da nota... Cheers!!
BA

Ervilha Escriba said...

BA,

Finalmente um comentário :D

Agora já sei, basta referir a tua uretra ou similar e tu apareces logo, ahah

beijinhos

Ervi