Monday, April 21, 2008

Maresia

Sê minha Bíblia de Braille

Meu conforto digital

Não adies o maremoto

Big Bang manual


Quero ler-te com os dedos

Tocar os Cês Cedilhados

Senti-los todos molhados

Tresandando a pecados


Perder-me, voltar atrás

Um, dois parágrafos, tanto me faz


Ler-te, reler-te,

Folhear-te devagar

Citar-te, anotar-te

Até o rio transbordar

Até o rio dar em mar

3 comments:

MCA said...

Pah, é k escreves mta bem mesmo :) gosto imenso de ler os poemas :) tens veia pa botar pa texto o que sentes.
Boas noites :)

H4rdDrunk3r said...

Beeeem... saio daqui... hum, feliz se ser mulher!

Anonymous said...

eh, pá! a última parte soou-me a Marco Paulo! E mexe, remexe, me abraça, não sei o resto. até ia bem no início!

mumbds