Tuesday, July 28, 2009

Top 10 de Exigências do Ervi Para Poder Ser Consumidor de Filmes Pornográficos (Alegadamente)

Têm de ser grátis, caso contrário mais vale ir ver um filme normal ao cinema. Pode também estar tudo peganhento mas há noventa por cento de probabilidade de ser apenas das pipocas alheias.

Não pode ter argumento, nem sequer aspirar a tal, de forma a não nos desconcentrar do nosso propósito. As cenas de ligação, sem acção perfurativa, não devem demorar mais de um minuto de molde a nos mantermos arrebitados.

Os intervenientes devem estar completamente despidos. Isto inclui máscaras, roupa de cabedal, Lycra ou látex, meias, sapatos, joalharia e fitinhas do Nosso Senhor do Bonfim. Para ver pessoas vestidas vou à rua e seminuas vou à praia.

Os artistas masculinos nunca deverão usar preservativo pois para cenas deprimentes já nos basta a vida real.

As artistas devem ser atraentes, ter seios verdadeiros e esforçarem-se por parecer que não estão a fazer um grande frete.

Lamber objectos inanimados não é permitido mesmo os que supostamente foram desenhados para o efeito.

As cenas não devem envolver mais de duas personagens, uma das quais tem de obrigatoriamente ser do sexo feminino e, de preferência, não ser um animal doméstico. Isto não invalida que, de uma forma metafórica, vacas, cabras e porcas sejam sempre muitíssimo apreciadas, mais ainda quando se dá o feliz fenómeno do 3 em 1.

Urinadelas e outras descargas poluentes afins estão completamente fora de questão mesmo que na capa do DVD jurem a pé juntos que se trata de uma “ejaculação feminina” genuína e que o adubo é biodegradável e bom para a saúde.

O som é muito importante e não deve estar desfasado da imagem. A música de fundo ou os efeitos especiais sonoros não podem em circunstância alguma sobrepor-se à gritaria selvática natural do êxtase.

A imagem deve ter uma definição razoável (nada de coisas pixaladas), as cenas devem estar super bem iluminadas e os close ups não devem perfazer mais de 20% do total das imagens. Para ver coisas tremidas às escuras tenho o meu telescópio e os meus vizinhos.

Os intervenientes devem ter um mínimo de pêlo. Para ver pessoas glabras ia de voluntário para o IPO.

A língua utilizada deverá ser a dos próprios, embora não diga que não a umas frases, aqui e ali, em espanhol (europeu).

Pessoas de boca cheia não devem falar. É falta de educação.