Thursday, July 26, 2007

II Top Medidas Prementes Para Ajudar Portugal (Über Simplex)


Fim da TVI. Extradição de todos os que lá trabalham/trabalharam, participaram em reality shows, novelas, concursos, etc., para Guantanamo em Cuba. Condená-los a penas de trabalhos forçados a cultivar morangos e cana de açucar.


Transferir o centro de detenção e reeducação de Guantanamo para as Berlengas com a mais que óbvia excepção do pessoal da TVI que entretanto já lá teria ido parar em voos secretos da CIA. Mudar o fardamento prisional de laranja para um zebrado verde/vermelho republicano.

Cobrar aos americanos os olhos da cara por este gigantesco favor de aliado do coração. Eu diria dez vezes o valor do aluguer da Base das Lajes. Parece-me bem.

À meia dúzia de biólogos, maluquinhos da natureza e indivíduos gaivotofílicos que se pusessem a levantar cabelo, incluindo os que por lá perderam a virgindade durante as visitas de estudo da FCL, seriam, de imediato, “convidados” a vestir o equipamento verde-rubro.

Ensinar aos agentes de ligação norte-americanos (liasion officers) a pronunciar “Peniche” correctamente para que não se metessem em sarilhos. Explicar-lhes que Portugal é um país tão avançado que as Berlengas foram a primeira área protegida do Mundo, por decreto real de D.Afonso V, que em 1465 proíbiu todas as modalidades de caça na região.


Interditar a venda de árvores de Natal artificiais. Eu sei que ainda é cedo, mas já começo a ficar nervoso pois conheço pessoas que já começaram a fazer as compras de Natal. Se pensam que isto é um blog maioritariamente do “copo meio cheio”, lá para Novembro, Deus nos dê saúde, vão ter uma grande surpresa. É que ao contrário das senhoras, a minha TPM é anual e chega sempre, sempre certinha, nunca atraso nem um dia.


Acabar com o tratamento por “você”, que é feio, pedante, afectado e implica discriminações de toda a ordem.

Se a Nelly Furtado que nem é bem portuguesa pode tratar o Presidente da República em exercício por “tu”, porque é que nós que o elegemos, que pagamos impostos, que comemos pastéis de Belém e que visitamos a Casa Berardo mesmo ali ao lado, não podemos?

Os anglófonos fazem-no, os Espanhóis também, e nós, onde ficamos? É por isso que faço minhas as palavras sábias de Jorge Palma “Ai, Portugal, Portugal, de que é que tu estás à espera?”

A única excepção aceitável, que eu antevejo, é quando durante o sexo verbal do jogos eróticos renascentistas se voltam para a vossa amada e dizem “Vós gostardes de dedilhar meu vergalho, Condessa?”. Vocês tem de experimentar! Em especial, você que fez esse ar escandalizado...


E já agora, multas para quem dá só um beijo. Mas que raio de invenção!?!? Será porque as caras de botox se desfazem com movimento e contacto a mais? Só pode...


Apertar o controlo de IRS/Segurança Social a profissionais liberais como arrumadores, prostitutas(os), médicos, advogados, mendigos, Elder(s), distribuidores de trash mail, vendedores de rosas e bugigangas que me interrompam as refeições, senhores que “ajudam” os analfabetos/ idosos a requerer o BI, senhores que vendem o lugar na fila para as consultas nos centros de saúde e para as inscrições nas escolas finas, e os restantes médicos e advogados que pensavam ter escapado umas linhas acima.


Proibir a depilação das partes intímas. Passaríamos a ser internacionalmente conhecidos como os “Taliban Geni(t)ais”. Apareceríamos na CNN todo o santo dia e, com muita sorte, seríamos invadidos pelos neo-conservadores neo-cristãos renascidos norte-americanos.

Podíamos aproveitar, no fervor revolucionário da coisa, para demolir o Cristo-Rei e, já agora, para acrescentarmos umas licenciaturas, feitas na secretaria, ao nosso currículo.

Viveríamos a segunda época de ouro da nossa história e poderíamos, cinco séculos depois, deixar de massacrar as nossas crianças com a Saga/Chaga dos Descobrimentos. (Nota do Redactor: Che forem de Biseu, Saga e Chaga são exactamente a mesma coisa pelo que a dualidade antagónica se perde. Lamento. A Chério)

Fundação da PIDEP (Polícia Internacional D’inspEcção do Pintelho). Eu não me importava de fazer um part-time, uma perninha ocasional, e coordenar a secção de universitárias, top-model(a)s e instrutoras de aeróbica.


Manter a Portela na Portela. Arrasar com Camarate, Fetais, Charneca, Ameixoeira, Galinheiras, Prior Velho, Apelação e Catujal de forma a arranjar espaço suficiente para as ampliações necessárias. Prestar especial atenção à demolição da Musgueira, incluindo a sua orla sul, a que os residentes se referem como Quinta do Lambert(e), Parque Europa e Alta de Lisboa.

Realojar a população no interior do país, cruzando-a com os australianos de forma a melhorar o nosso pool genético e/ou oferecer-lhes emprego como guardas prisionais nas Berlengas ou como baggage handlers na nova “Porteláxia XXI”. Afinal de contas ninguém consegue fazer pior do que os caramelos que já lá estão.

E, claro está, ideia brilhante de ervilha, eureka cueca panqueca, fazer o único verdadeiro sistema de metropolitano do país chegar ao aeroporto. Mas como é que ninguém pensou nisto? Será que os 273 metros que separam a estação do Campo Grande do aeroporto estão minados? Vivem lá espécies de lagartos protegidas? Há uma segunda Via Ápia catalogada pelo IPPAR por debaixo da segunda circular? Ou talvez umas caganitas de dinossauro fossilizadas? Ou, já sei, não me digam, as obras iriam incomodar os excelsos senhores taxistas das chegadas? Só pode...


Reavivar o conceito de Circo Romano num estilo mais suave, mas mesmo assim razoavelmente estropiante (neo ervi) e diferente da encenação microcéfala do wrestling.

Utilizar os membros das claques de futebol como gladiadores remunerados que, lá está, descontariam para o IRS/SS mas que, ao contrário das forças paramilitares, teriam direito a sindicalizarem-se e a fazer greve. E, até mesmo, a gritarem palavras de ordem como “Só eu sei porque não gladíolo em casa”, “Gladiador, Gladiador, Glorioooooso Gladiador” e o clássico “A luta continua, governo para a rua”.

Vender os direitos de transmissão à TVY que, no entretanto, já teria ocupado o lugar da extinta TVI. Ah, pois é! Isto são medidas a sério, não são utopias de ervilha. Eu também sei que nada se cria, nada se perde, tudo se transforma...e que a caca vem sempre ao de cima (aliás, basta pensar nos dinossauros da segunda circular!!!).

4 comments:

Anonymous said...

Gostei da Porteláxia 21
SLB forever!

LR said...

Fim da TVI... hum... a Iva Pamela tb vai para Guantanamo?

Ervilha Escriba said...

Jesus, que avestruz! Há coisas que nunca mudam...
Vai mas volta para as Berlengas onde vai apresentar um concurso de lutas na lama entre prisioneiros(as)

Anonymous said...

achei mirabolante. contuo, deverias prestar mais atenção aos teus amigos da caliça (sorry, amigo engº da caca), pois o fabuloso e único metropolitano a sério do País já ruma as suas pás e baldes rumo à Portela... lá chegará, mais ou menos a tempo da inauguração da OTA, Barreiro, Sintra, Montijo, Alcochete (eh, pá, não me lembro de mais localidades nómadas do deserto português - acho que é da hora matinal, imprópria para raciocínios de qualquer ordem).