Monday, August 13, 2007

Bloggers Anonymous


EA: O meu nome é Ervilha e sou viciado em blogues de raparigas
Grupo: Olááá Ervilha!
EA: Tudo começou quando fui à Passarinha pela primeira vez...
Grupo: ooohhhhh!!
EA: Era muito engraçadinha
Anónimo: Apertadinha?!?
Moderador: Deixem o Ervilha falar!
EA: Eu não fazia ideia dos perigos que corria. Fiquei agarrado logo da primeira vez. Não foi como com o tabaco, snifar cola ou pôr unhas de gel. Foi instantâneo, tiro e queda. Quando não estava a ir lá, só pensava em lá ir.
Anónimo: E tinhas o anti-vírus actualizado?
Moderador: Ordem, por favor. Todos terão oportunidade de falar
EA: Depressa tudo o resto deixou de fazer sentido, comecei a faltar ao emprego, a dormir mal, a ter sonhos em binário, a não comer, a piar em vez de falar. A passarinha apoderou-se da minha alma e começou-me a sugar a vida...
Grupo: aaaaahhhh!
Anónimo: Punheteiro da horta!!
Moderador: Respeito pelo nosso Irmão Ervilha! O seu contributo é tão válido como qualquer outro.
EA: Por essa altura senti que precisava de ajuda, quem alguém me desse uma mão.
Anónimo: Esgalhador de pessegueiro!
Moderador: Não volto a avisar! Ou se comportam devidamente ou vão para um cybercafe!
Grupo: Nãããooo!!
EA: Entretanto já andava pelas ruas da amargura, vendia a Cais, Pirilampos Mágicos em segunda mão e era arrumador de carros na Cidade Universitária. Cheguei a roubar carrinhos do Continente aos sem abrigo só para ter dinheiro para ir à Internet!
Grupo: uuuuuhhhh!!
EA: Foi então que a mão de Deus interveio!
Grupo: Aleluia Irmão!
Anónimo: Sarapitoleiro de Alguidar!
Moderador: O senhor aí faz favor de sair
Anónimo: Eu?!?!? Juro que não fui eu....Asseguro-lhe que....
Moderador: Sim, o senhor. E não volte aqui por favor...Continue Irmão
EA: Certo dia acordei no hospital de São José. Um anjo da guarda do INEM tinha-me salvo a vida. Contaram-me que fui encontrado inconsciente nas escadas da Aula Magna, desidratado e em delirium tremens devido à falta de Passarinha.
Grupo: iiiiiiiiihhhhhhh!!
EA: Foi aí que uma voluntária das Associação Nacional de Luta Contra as Passarinhas me falou neste programa das 12 badaladas.
Grupo: Aleluia Irmão!
EA: Desde então estou há 17 dias, 6 horas e 32 minutos sem ir à Passarinha
Moderador: Muito bem! Uma grande salva de palmas para o Irmão Ervilha.
(Palmas e Aleluias)
Moderador: A seguir pode ser a menina, sim, sim, exacto, com o vestido preto.
Menina: O meu nome é Débora e sou viciada na Passarinha.
Grupo: Olááá Débora!
Menina: Tudo começou quando o Ervi me falou do blo....
Anónimo: Sua massajadora de Bivalves! Sua besuntadora de donuts!

7 comments:

miss arion said...

Caro ervilha a sua escrita é camaleónica, muda de estilo com uma "velocidade" incrível. Não pára de me surpreender!Parabéns e continue a partilhar connosco esse seu génio criativo, e aprenda a aceitar com fair play críticas menos elogiosas, só os "grandes" o conseguem fazer.

AR said...

oh coisa mái linda (a partir de agora decidi que te vou chamar assim), então chateaste-me até mais não, e afinal vocês é que são viciados na passarinha.... francamente. coitadinha da passarinha, o seu nome não merece ser invocado em vão desta maneira.
beijinhos e bom início de semana

Ervilha Escriba said...

Petite Sophisticated,

Voces? A Débora não é para aqui chamada. Nem sequer faz ideia que vem referida num texto meu.

Não seja assim ciumenta AR que não lhe fica bem. Há Passarinha que chegue para todos.

Maria (só) said...

Passarinha? Passarinha? Não entendi nada do texto. Passarinha não é o nome duma pastelaria? Ou o nome da mulher do passarinho, como me ensinou a minha mamã?Ajudem-me, elucidem-me!

Poisoned Apple said...

O seu anjo da guarda, anytime! :)

Anonymous said...

"Ao Passar da Ribeirinha" (Açores, Popular):

Minha mãe casai-me cedo,
Que me dói/ a passarinha!
Ó filha coç'à c'o dedo,
Que eu também/ cocei a minha!

maria(só) said...

Coitadinha da passarinha!Cheia de dores e a fazerem-na contorcer com cócegas. Isso não se faz,deve-se mimá-la, acariciá-la, afagá-la, beijá-la e outras coisas mais.