Friday, August 17, 2007

Top Ten Interacções Com As Sobrinhas(os)


Ervi, o pedopsiquiatra

Colombo, a hora não de ponta. O meu sobrinho de cinco anos recusa-se a falar.

Tio Ervi: Tão Man? Agora não falas?

Sobrinho abana a cabeça

Tio Ervi: O gato comeu-te a língua?

Sobrinho ignora-me

Tio Ervi: E se eu te levar ao Toys’r’Us e te deixar escolher o que quiseres?

Sobrinho ignora-me, parte II

Tio Ervi: E se eu te ensinar mais palavrões além de “merda” e “puta”, já falas?

Sobrinho: SIIIM!


Ervi, o mal educado

Sobrinho diferente do anterior (SDDA): Tiiio!!!

Tio Ervi: Diz lá, o que te apoquenta?

SDDA: Porque é que não usas rabo de cavalo?

Tio Ervi: Meu querido, ia ficar muito mal, não achas?

SDDA: Não, não acho!

Tio Ervi: Mas não vês que o tio é careca em cima? Ia parecer o senhor dos Status Quo!

SDDA: Não se diz cú! Levas com pimenta na língua!

Tio Ervi: O tio sabe, filho, o tio sabe


Ervi, o fala barato

Sala de estar da Pequerrucha, passa um DVD do Ruca.

Pequerrucha: Tio igual ó Ruca

Tio Ervi: Sim, amor, o tio é careca.

Pequerrucha dá beijinhos e festinhas no magnífico crânio do Tio Ervi.

Pequerrucha: Igual, chuac, igual...

Tio Ervi: O tio diz é muito mais caralhadas que o Ruca...

Pequerrucha: Ca? Cavaladas?!?

Tio Ervi: Ai, filha, não me desgraces


Ervi, o pedagogo sexual

Sala apinhada de sobrinhos(as), com idades compreendidas entre os dois e os dez anos, durante uma festa de aniversário:

Tio Ervi: Quem é que já namora?

Silêncio repentino, dois bracinhos envergonhados lá se levantam.

Tio Ervi: Então e é bom? Dão beijinhos?

Rapaz: Eu dou pontapés

Rapariga: Eu ando de mão dada

Tio Ervi: Quando derem beijinhos têm de meter a língua dentro da boca da outra pessoa.

Sala em uníssono: Que Nooojoo! Que disparate! És maluco tio! Vai-te embora...

Tio Ervi de beiço: Vocês são todos uns tótós como os vossos pais e quando quiserem saber qualquer coisa escusam de me perguntar. Vão apanhar seca para o centro de saúde, ver os pobres e perguntar à médica de família...

Pequerrucha de dois anos: Eu não quer ir ó médico. Não tem dói-dói.

Tio Ervi com pequerrucha ao colo: Pronto, querida, o tio estava só a brincar. Eu tenho fé em ti. És tu que vais ser uma grande maluca!

Pequerrucha: Eu não, tu é que és maluco, tio

Tio Ervi: Eu sei, linda, eu sei...


Ervi, o chato

Quarto apinhado de sobrinhos(as), com idades compreendidas entre os dois e os onze anos, durante uma churrascada/ sardinhada:

Tio Ervi: Então, porque é que não brincam ao quarto escuro?

Quarto: Porque não!

Tio Ervi: “Porque não” não é resposta.

Quarto: Que Chato! Deixa-nos jogar Nintendo e Playstation em paz.

Tio Ervi: Vocês são todos uns tansos como os vossos pais e...

Quarto: JÁÁÁ SABEMOS!!!!!!!!


Ervi, o obediente

Pequerrucha: Tio, posso ver as tuas mamas?

Tio Ervi: Podes, filha

Mete a cabeça dentro da minha T-shirt pelo lado de cima. Muita risada e entusiasmo.

Tira a cabeça e começa a beliscar e a espremer-me os mamilos.

Tio Ervi a morrer de dores: Ai, filha, deposito toda a minha esperança em ti! Os outros são todos uns pacóvios assexuados...

Pequerrucha autoritária ignora as minhas considerações: Anda, DÁ MÃO!

Tenho de me levantar do puff e ir dançar em rodinha ao som do genérico do Ruca. Esta míuda promete!


Ervi, o interrogador

Tio Ervi: Novidades?

Sobrinhas: Nããããõo!

Tio Ervi: Nenhuma novidade? Não foram à praia? Não viram os Morangos?

Sobrinhas: Tu estás é a perguntar dos namorados...

Tio Ervi: Como é que sabem isso?

Sobrinhas: Ó Tiooo, tu perguntas isso todos os dias!

Tio Ervi: É que eu preocupo-me com vocês. Não acho que estejam a ter uma educação adequada nessa vertente. Um dia mais tarde ainda são enganadas pelo primeiro Taveira que vos apareça à frente...ou melhor, a trás. Bem, não interessa onde ele aparece

Sobrinhas: Quem é o Taveira ?

Tio Ervi a suspirar: Deixem lá...Bora brincar com as Bratz...

(Mas o que é que se aprende nas escolas hoje em dia ?!?!?)


Ervi, o subversivo

Escritório caseiro de um familiar, onde estou ao computador a dar uma espreitadela ao blogue dos meus olhos. Entram duas sobrinhas de 8 e 10 anos:

Sobrinha 1: Tio, podemos ver o teu blogue?

Tio Ervi: Por mim até podiam, mas a vossa mãe ainda me faz a folha.

Sobrinhas: O que é isso?

Tio Ervi: Ficava zangada comigo.

Sobrinha 2: Mas nós não lhe dizemos!

Tio Ervi: Então está bem

Carrego a página do meu perfil. Elas lêem com os olhos a brilhar e com um sorriso maroto nas faces.

Sobrinha 1: Ai, ai, diz ali que gostas de drogas!

Tio Ervi: É só a brincar, já sabes que o tio é maluco

Sobrinha 1: Ah! Ainda bem! É que a droga faz mal

(...)

Sobrinha 2: O que são genitais femininos?

Tio Ervi: São uns brincos, tipo argola

Sobrinha 2: Ai, eu gosto tanto desses

Tio Ervi: Eu também, filha, eu também...


Ervi, o Top Model

À mesa de jantar:

Sobrinhas: Conta lá, tia, conta!

Tia Ervilha: O tio durante anos e anos não me ligava nenhuma!

Sobrinhas: A sério?

Tia Ervilha: Sim, era meu amigo, mas eu era, tal e qual, como se fosse um homem para ele

Sobrinhas: Verdade?

Tia Ervilha: Sim e ainda por cima elas vinham fazer queixas dele e chorar no meu ombro

Sobrinhas: Elas quem?

Tia Ervilha: As namoradas todas! Ele tinha muitas namoradas!

Sobrinha 2: É normal! O Tio Ervi é tão giro!


Ervi, o enfant terrible

Loja de roupas para casamentos, baptizados e primeiras comoções onde o Tio Ervi foi emocionalmente chantageado a se deslocar:

Tio Ervi: Anda, Ritinha, vamos desarrumar isto tudo

Ritinha ainda não fala, mas está sempre pronta para gerar os caos.

Tio Ervi: Senta aqui ao lado filha, vamos espreitar por debaixo do vestido da noiva a ver se ela tem cuecas

Ritinha desaparece nos entre folhos do manequim. A galdéria não tem cuecas! Ritinha e Tio Ervi urram de alegria.

Tio Ervi: Ela tem uma popocas* como a Ritinha, é?

Mãe e Irmã Ervilha começam a ficar preocupadas. Senhora dondoca (SD) da loja toma o comando da situação.

SD: Muito bem, vamos então provar o vestido do baptizado, a menina para aqui por favor.

Ritinha, algo contrariada, lá acaba por ir desconfiada. Quando começam a tentar despir e vesti-la rebenta a 3ª Guerra Mundial.

SD: Menina Rita tem de ser portar bem. As meninas bonitas não choram, nem gritam, nem cospem. Menina Riiiittaaa, não!

Mãe e Irmã Ervilha: Desculpe, mas ela não se chama Rita

SD olha para mim como o burro proverbial olha para o palácio. Eu encolho os ombros e decido que é uma altura tão boa como outra qualquer para ir fumar um cigarro lá fora. Enquanto saio, oiço:

Mãe Ervilha: Desculpe, é que o meu filho é um irreverente

Irmã Ervilha: Desculpe, o meu irmão é completamente maluco

SD já com o verniz a estalar: Mas afinal como se chama a criancinha?

*na minha família é popocas. Pipi e Lili também são aceitáveis. Contribuições de designações diferentes via comentários ou correio electrónico são bem vindas!


Este post é dedicado a todos os que detestam crianças da mesma forma que eu: com amor.

Obrigado Bad Girl!

18 comments:

Sobrinha 1 said...

Traidor! Pea, já li o teu blog. És muito engraçadinho. Beijos...

vagem said...

Delicioso!Humoristicamente fantástico!Que a miss Pig não veja se não és uma ervilha esmagada, triturada e sei lá que mais. Ainda há outro termo de que te esqueceste joaninha.

avó vagem said...

Mamã como é que os bebés saem da barriga das mães? A mãe engole em seco, a ervilha tinha 3 anos, e antes de arranjar resposta de acordo com a idade,ouve a seguinte justificação: "o cócó e o xixi também saem".
Espero que os teus sobrinhoa/as te vejam como um exemplo que queiram ou não seguir

mana ervi said...

Desta estás safo! Antes gritar,chorar e berrar do que ser lésbica!Antes não falar do que te ensinar o português vernáculo que ele,o pilinhas II, tão bem conhece!
PS: mãe ervilha viciada em blogs, já não bastavas tu.

Bad Girl said...

Criei um monstro!?!?!
Também, assim com uma carrada de sobrinhos (afinal, quantos são?????) a coisa fica mais fácil para o teu lado!

Cat said...

Muito Bom!
És, portanto, o "deseducador"!!

:)

chiquitita said...

ai é para meter a língua dentro da boca da outra pessoa? já podiam ter dito... agora tudo faz sentido :P

desiludido said...

Caro ervi estou baralhado, conheço a vagem e agora vem uma bad girl a dizer que te criou. Como é que é tiveste uma esmerada educação com a vagem e foste estragado pela bad girl será que foste adoptado? Estou ansioso por saber o que se passa para decidir o meu futuro. Vais ficar a saber em primeira mão que estava a pensar em fazer a corte à vagem, assim com tanta confusão, não sei o que faça.

vagem said...

Desculpa ervilhinha do meu coração mas vou responder à cat, para repor a verdade. Ele não é o "deseducador", por muito que isso lhe pese, ele é o "educado" pelos sobrinhos, basta analisar as respostas dadas pelas queridas criancinhas.

fernando said...

Chique Tita,
Quando a apanhar a jeito faço-lhe uma demonstração in situ.

tony said...

Um tio assim tão amoroso também eu queria.

Ervilha Escriba said...

Já percebi que se eu não aparecer por aqui pelos comentários vocês vão-se gerindo sózinhos.

É muito mais engraçado!

Xau (lava mais branco, ou isso é o OMO?)

Constança said...

És um estragador da educação alheia! :O

Pobres crianças! xD

Sim, quem me dera ter um tio assim. :)

Chiquitita said...

Está Combinado!

Anonymous said...

Estive pela primeira vez a ver o teu blogue "com olhos de ver"...Aproveitei que não estava no trabalho e tentei a minha sorte. Já tinha tido uns lamirés da coisa mas acho que não estava preparada. Em tempos, ouvi uns rumores de que escrevias bem e tal e que só faltava um certo clique (que ia acontecer não sei como nem não sei quando) para te pôr a comunicar com o mundo. Sinceramente, bem lá no fundo, nunca acreditei. O fato de treino aciganado, o décimo cigarro do dia na mão, o assento marcado no sofá, os intermináveis jogos de futebol e a maldita da volta a frança...parecia impossível que corresse sentimento nessas veias... A Dalai Lama de Benfica bem me dizia: Olha que n...Ele é mesmo bom...E eu cá para comigo: bom mas deve ser a fazer outras coisas...E, de repente, o milagre aconteceu sob a forma de blogue.
Desculpa se não aderi com entusiasmo inicial a este teu grito literário. Juro que não foi por mal. Nem sequer por descrédito à tua arte. Foi mesmo falta de tempo cerebral e horas de sono a cumprir. Mas era impossível resistir ao chamamento da tua mensagem a falar da minha Pequerrucha. Obrigado, tio Paulo. Eu também espero que ela seja uma maluka ou mesmo maluca, não interessa. Ou não fosse ela tua sobrinha e adorar apertar os teus mamilos. Mas, taradices à parte, obrigado por seres tão presente na vida da minha Pequerrucha e de seres o tio mais adorado de sempre..." Onde tá o tio Paulo?...", "Ó filha, não sei, deve tar em casa, porquê?", "Tou com xaudadis"...

Ervilha Escriba said...

Cara Mãe da Pequerrucha,
Adorei o teu comentário. Não me envergonha nada (como me tinhas prometido), antes pelo contrário, só me derrete :-)

Só duas pequenas notas: "o fato de treino aciganado" é o meu pijama de estimação que uso regularmente para os desportos de bancada, neste caso de sofá e que, obviamente, não uso na rua. (mas se alguém quiser apostar qualquer coisinha, é já a seguir!)

Quanto ao "bom mas deve ser a fazer outras coisas", muito obrigado. É exactamente o tipo de publicidade que um homem não se cansa de ouvir. ;-)

Beijos para os três (tu, pequerrucha e o surfista já cota, hehe)

SF said...

queres ser tio da minha monstrinha?
ias adorar... era inspiração literária directinha para a veia em estado puro!

Ervilha Escriba said...

SF,

Venha ela! Sabes que isto de ser tio é fácil, é em doses moderadas...

bj

Ervi