Sunday, June 1, 2008

Publicidade Gratuita (No Strings Attached)

Ervi, com trajes domingueiros, abençoa as hordas de bloggers infiéis


Agora que sou um blogger de renome na praça lusa, uma referência transcendental, um opinion maker vegetal, uma verdadeira potência regional aqui no bairro, posso dar-me ao luxo de recomendar blogues que tenho descoberto nos últimos tempos e que acho que merecem mais visitantes e comentadores, sem receio de ser ofuscado pela competição. Só me fica bem, juntos venceremos, o povo é sereno e quem não salta não é blogueiro...

Comecemos pela Clepsydra e o seu Tempos Que Fogem que eu já li de fio a pavio. O que salta desde logo à vista é a qualidade da escrita: poética, bela e feminina (“no bom sentido” como dizia o outro). Ter o cérebro a carburar na plenitude também ajuda.
Amostra: “Há uns olhos que me fitam com incredulidade, há um abraço que me ampara o corpo que treme no declive dessa manhã fria. “Ainda por cima, és brilhante, és tão inteligente. Não podias ser uma burrinha qualquer?!”. Sorrio, afastando o embaraço com uma piada transparente: “Tu é que insistes em ignorar as minhas raízes capilarmente loiras.

Segue-se a Nikky com o seu Vinte e um Gramas que ainda é um blogue bebé, mas muito promissor. Fã do Post Secret, aborda um leque de assuntos diversificados, embora tenha uma fixação em sugestões para prendas de aniversário (dela própria, claro está!).
Amostra: “Disse o meu primeiro palavrão no blog! Os meus amigos dizem que eu sou a única pessoa que conhecem que não diz palavrões. Digo muitos. Digo demais. Geralmente na cama... Mas os meus amigos não costumam lá estar....”

Saltemos para a Paddy, salve seja, do blogue homónimo que me faz rir com frequência graças à sua frescura opinativa e energia contagiante. Tinha idade para ser pai dela, à vontadinha (mas não vamos elaborar sobre isso), pelo que (re)conhecer as suas referências culturais me traz uma paz de espírito assinalável.
Amostra: “Disse-lhe para não falar comigo, porque é que ele não percebeu que era para me pedir desculpa e me dizer que sou a coisa mais importante da vida dele?”,”O melhor deste tipo de letra é que posso escrever uma merda qualquer e isto fica sempre giro.”,” Sei os 50 estados norte-americanos de cor, e por ordem alfabética”.

A viagem segue pelo Deserto, o da Sahara, cujo Benfiquismo exacerbado seria razão mais do que suficiente para a inclusão automática nesta lista (faz de conta). Como tantas vezes, não faço ideia de como lá fui parar. Uma onda de blogsurf guiou-me até ela e eu gostei.
Amostra: “Se o Mário Mata, a Florbela Espanca, o Jaime Gama e o Jorge Palma, o que é que a Rosa Lobato Faria? Bem, talvez a Zita Seabra para o António Peres Metello...”,”… eu não me importava de estar mais um ano sem ganhar nada se visse o FCP descer de divisão”.

Finalmente, recomendo o Pacheco, vulgo O Homem Duplicado, que nos chega de Bruxelas. Para além de viver no segundo pior sítio da Europa (a Suíça Nazi continua imbatível no topo do pódio), o Pacheco tem um sentido de humor científico, inteligente e perversamente divertido. E mais não digo...
Amostra: “Desta linda relação entre pai e filha, foram gerados três netilhos, três filhetos e um pedaço de carvão. Os primeiros três foram autorizados a viver dentro de casa, o segundo grupo de três foi recambiado para a cave e e o último está a servir de adubo no jardim da casa.”,”É a minha opinião, ainda que não concorde com ela”.

8 comments:

Nikky said...

T�o fofo!! � para eu desculpar a refer�ncia aos "clueless vegetarian readers"? :)

Ervilha Escriba said...

O "cute" já era para isso!

Não tem nada que enganar é "uma no cravo, outra na ferradura"

paddy said...

A minha humilde pessoa agradece. E quando o teu blogzinho já estiver esquecido na blogosfera eu retribuo :)

Ervilha Escriba said...

:)
Sim, fica combinado para quando o meu blog já tiver o passe social da terceira idade

Clepsydra said...

Ervi,

Estragas-me com mimos... Shuif! Até me cai uma lágrima. Claro que não é de emoção com o post, mas sim com o cheque chorudo que tive que passar(sim, porque senhor cobra à palavra e isto é publicidade em "horário nobre" da blogosfera).

Ervi Mendel said...

Mimo é chamar "horário nobre" ao Ervilhas. Ou talvez não, com a porcaria que dá na tv a essa hora, hehehe

Catarina Morgado said...

Boa colheita, Mendel!

Ervi Mendel said...

Sempre ao dispor, Morgado!