Monday, July 16, 2007

Top Ten Regras de Etiqueta para Passares a Noite Sózinho ou com o centrefold da Pamela Anderson


Mencionares que, apesar de já não teres idade para receber o subsídio de jovem agricultor, ainda vives em casa dos teus pais

Teres mau hálito e explicares que já no liceu a tua alcunha era "bafo de onça"

Dizeres “Já tive uma cortina de casa de banho exactamente igual a isso” enquanto lhe apontas para o vestido

Palitares os dentes com a unha grande do mindinho

Teres a unha do mindinho grande

Levares vestida um camisola cor-de-rosa de alças e/ou sandálias com meias brancas

Garantires que as tuas expressão favoritas são “Há coisas que aconatecem” e “Um saralho do carilho” (N.B.: não confudir com Carrilho)

Mastigares de boca aberta e descreveres de forma gráfica que sofres de refluxo gástrico

Queixares-te de que a tua “esposa/dama/velha/gaja/maria” é má para ti e que és um incompreendido

Expressares a tua idolatração (neologismo ervilha) pelo Hugh Hefner

Nunca te rires dos gracejos dela e até franzires as sobrancelhas quando ela os faz

Não teres tapado a tatuagem que diz “Angola 1973” com uma tatuagem tribal moderna

Dizeres “até és gira, dentro do género”, enquanto fungas ruidosamente

Falares incessantemente das tuas anteriores namoradas, conquistas, relações, ralações, affaires, proezas acrobato-sexuais contranatura, etc., mesmo que sejam todas imaginárias

Enganares-te constantemente no nome dela e quando ela te corrige dizeres “whatever

Falares da convenção da Guerra das Estrelas com entusiamo inusitado (nota privada: desculpa lá meu querido!)

Nunca tirares os olhos do decote dela, nem mesmo quando ela menciona que gosta muito de coversas "olhos nos olhos"

Referires casualmente que, numa ou noutra ocasião, já (per)seguiste mulheres desconhecidas na rua

Assobiares e fazeres sons guturais às outras mulheres que passam

Cheirares como um elevador que, devido a um corte do fornecimento eléctrico, teve no seu interior, durante duas horas, um cão que tinha voltado da rua num dia de chuva torrencial (N.B.: cara EDP, isto é só a brincar, estas coisas nunca acontecem na vida real!)

Esqueceres-te de cobrir a marca da aliança com um penso rápido

Fumares cigarrilhas ordinárias e atirares-lhe o fumo para a cara

Insistires que a tua mãe é ultra maravilhosa, inclusive passa-te a roupa interior a ferro e deixa-te um copo de leite e um papo-seco com manteiga na mesa de cabeceira quando chegas tarde a casa, e que não há mulher no mundo que lhe chegue aos calcanhares

Confessares que és o autor de um blog chamado “ervilhas albinas”

Se nada disto funcionar é porque estás a jantar à luz das velas com um homem. Não bebas mais, pede a conta, paga, inventa um compromisso de última hora e vai para casa descansar. Não toques no papo-seco e muito menos no leite.

5 comments:

Carreira Belém-Amadora(com paragém na Reboleira) said...

Nada como aprender com o mestre,
thank you chieff

Anonymous said...

Mas que catrefada de lugares comuns...
Honestamente esperava melhor de ti!

Ervilha Desiludida

Ervilha Escriba said...

Cara Carreira Suburbana,
Muito obrigado pelas suas palavras simpáticas.
Espero ansiosamente pelo dia em que possa ensinar a missa ao padre.
Cumprimentos manzanísticos,
Master Pea

Caro Visconde (aka Ervilha Desiludida),
Honestamente, esperava muito mais de si!
Lá porque tem sangue azul, isso não lhe dá o direito de criticar gratuitamente quem trabalha no duro para ganhar a vida e sustentar os filhos.
Sugiro que volte às reuniões dos bloggers anonymous e repense as prioridades da sua vida, caso contrário serei forçado a atiçar-lhe a catatua (Peeeeeaaaaaaaa, Priiiii, Quac)
EA

PensarCusta said...

sempre muito cómico

cumpz

Ervilha Escriba said...

Caro pensarcusta,
Obrigado, pretende ser esse o objectivo da coisa.
cumprimentos de volta!
EA