Wednesday, July 16, 2008

Menina Lava

A sua auto estima era trágica, mas a sua intuição era mágica. Era a gota transbordante que me faltava a jusante. Não parava, como um rio mas de lava. E eu, aprendiz de geólogo, fui-me pôr no seu caminho com o meu capacete amarelo e um sinal de stop pequenininho. Alto lá menina Lava! A mamã dá licença? Quantos passos? Três à caranguejo! Fé a mais ou Fé de Fénix, sou só cinzas agora, porque a lava, essa, só se trava no mar, onde o geólogo é mexilhão e a menina pode, finalmente, descansar.

PS: A primeira frase foi adaptada de uma legenda em inglês de uma fotografia que vi algures na net. Não faço ideia onde.

7 comments:

Inês said...

Ó Ervi... Devias escrever mais vezes...

maria teresa said...

Um texto pelo qual aguardava há muito, e não é por falares em geologia, é pelo conteúdo poético. Parabéns!

Najla said...

Isto parece um pouco piegas para uma ervilha. É tempo de férias e tal, talvez seja isso...

Nikky said...

Amei a ideia por trás das palavras e que quase deixaste transparecer...

@me@@@ said...

Epá... tou aqui que nem posso com este post... eu que adoro ler nas entrelinhas...

Restelo said...

É a lava que corre na tua veia poética?

喜洋洋 said...

高雄縣徵信商業同業公會
南部徵信聯盟
外遇觀測站
大愛離婚諮詢網
離婚大剖析
大愛徵信有限公司
尋人專家徵信服務網
女人徵信公司
華陀徵信
離婚協助中心
跟蹤蒐證徵信器材網
抓姦觀測
大愛徵信
溫馨徵信
成功徵信社